Cirurgia de hiperparatireoidismo secundário é realizado em paciente pediátrico no Ana Nery; procedimento é raro em crianças

Um procedimento considerado raro em crianças foi realizado em um paciente da cardiopediatria do Ana Nery, na tarde de quinta-feira (3).

A paratireoidectomia subtotal foi feita em um paciente com hiperparatireoidismo secundário, doença das glândulas da paratireoides que incidem naqueles que desenvolvem doença renal crônica e têm necessidade de terapia renal substitutiva, por exemplo, a hemodiálise.

O procedimento, que durou cerca de duas horas sob anestesia geral, consistiu na retirada dessas glândulas, com o intuito de retardar alterações músculo-esqueléticas do organismo.

Vale destacar que, durante o procedimento, foi utilizado excepcionalmente uma moderna tecnologia: a monitorização neurofisiológica dos nervos laríngeos recorrentes. Esse equipamento tem a finalidade de localizar e preservar os nervos durante o procedimento, reduzindo as complicações sobre a fisiologia da voz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, em que posso ajudar?