HOSPITAL ANA NERY apresenta 16 trabalhos no 33º Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia

O HOSPITAL ANA NERY (HAN) apresentou 16 trabalhos científicos durante o 33º Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. O evento ocorreu entre 8 e 10 de outubro, de forma virtual, e reuniu profissionais da Bahia e de fora do estado.

Entre os 16 trabalhos do HAN, dois foram apresentados de forma oral pela Coordenadora da Cardiologia Clínica, Dra. Tainá Viana. Os estudos foram:

  • Preditores de mortalidade na cirurgia de revascularização miocárdica (Autores: Tainá Viana, Luiz Carlos Passos, Rodrigo Morel, Diogo Azevedo, Clara Salles, Jose Victor, Claudio Lucas, Roberta Veiga, Luanna Mota, Pedro Soares, Jair Braga, Ana Luisa)

 

  • Impacto nos desfechos de curto prazo do uso de circuito revestido de circulação extracorpórea em cirurgias cardíacas em hospital de referência (Autores: Luiz Carlos Passos, Tainá Viana, Rodrigo Morel, Diogo Azevedo, Jackson Brandão, Clara Salles, Pedro Soares, Jair Braga, Jose Victor, Claudio Lucas, Roberta Veiga, Luanna Mota)

O primeiro estudo avaliou preditores de mortalidade em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca no adulto. O resultado encontrado foi que idade, sexo feminino e fração de ejeção do ventrículo esquerdo foram preditores independentes, auxiliando na avaliação de risco dos pacientes a serem submetidos à cirurgia.

Já o outro trabalho avaliou o impacto em desfechos de curto prazo do uso de circuito revestido de Circulação Extracorpórea (CEC) em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica, no contexto do SUS, diante da importância de avaliar os reais benefícios de novas tecnologias a serem implantadas, pesando o custo X benefício de cada uma delas. Para a população estudada, o uso do circuito revestido de CEC reduziu a necessidade de uso de droga vasoativa no pós-operatório, sem mudança em outros desfechos.

Os outros trabalhos apresentados pelo HAN no congresso foram:

  • Preditores de mortalidade nas cirurgias valvares em um centro de referência

 

  • Preditores de infecção no pós-operatório de cirurgia cardiovascular com circulação extracorpórea

 

  • Experiência com uso de evolucumabe em pacientes com dislipidemia e doença arterial coronariana em serviço de referência

 

  • O escore SYNTAX como preditor de eventos cardiovasculares adversos maiores em pacientes com infarto agudo do miocárdio atendidos em um hospital de referência do Sistema Único de Saúde

 

  • Intervenção coronariana percutânea com 1 stent versus 2 ou mais stents em pacientes com infarto agudo do miocárdio atendidos em hospital de referência do Sistema Único de Saúde

 

  • Precisão e calibração do MAGGIC Score em pacientes com Insuficiência Cardíaca de fração de ejeção reduzida em hospital de referência do sistema público de saúde

 

  • Impacto da adesão medicamentosa na mortalidade de pacientes com insuficiência cardíaca de fração de ejeção reduzida

 

  • Características clínicas e ecocardiográficas após seis meses de sacubitril/valsartana na cardiopatia chagásica – série de casos

 

  • Uso de tromboelastometria em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca em um hospital de referência em cardiologia em Salvador, Bahia

 

  • Desenvolvimento de um escore de estratificação de risco com base em preditores sociais em pacientes submetidos ao implante de cardiodesfibrilador implantável

 

  • Device Team: uma estratégia para identificar pacientes potencialmente inelegíveis de candidatos a terapia de ressincronização cardíaca

 

  • Device Team: uma estratégia para identificar pacientes inelegíveis e potencialmente inelegíveis de candidatos a implante de cardio desfibriladores implantáveis

 

  • Doença não-obstrutiva e fibrose em pacientes com cardiomiopatia hipertrófica acompanhados em hospital de referência em Salvador-BA

 

  • Cardiomiopatia hipertrófica: perfil clínico e desfechos em pacientes acompanhados em um hospital de referência do Sistema Único de Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, em que posso ajudar?